Arquivo da tag: Daniel MacIvor

ainda não assistiu? acaba domingo em São Paulo.

Terry :  Lloyd. Eu tô indo embora.
lloyd : O quê?
Terry : Eu tô indo embora.
lloyd : Pra onde?
Terry : Embora embora. Vou dar um tempo. Me mudar.
lloyd : Dar um tempo?
Terry : Mas eu queria dizer que foi muito importante passar 
esse tempo com você. 
Eu aprendi muita coisa boa com você. 
E também não é como se eu fosse desaparecer ou coisa assim. 
Eu vou estar por aí. 
Vamos manter contato.



Deixe um comentário

Arquivado em últimos dias, Teatro Eva Herz

Guia da Folha

matéria da Fabiana Seragusa





Leia a matéria completa :

http://guia.folha.com.br/in on it

http://guia1.folha.com.br/serviço

http://guia.folha.com.br/teatro/

http://guia.folha.com.br/

Deixe um comentário

Arquivado em últimos dias, O que dizem, Teatro Eva Herz

Sexta, 9 de julho de 2010, 08h05

“In on it”: sem tesão não há solução

Deolinda Vilhena

De São Paulo (SP)

Peço perdão aos puristas e especialistas de plantão, mas sou adepta da frase do Roberto Freire, “sem tesão não há solução” e, atualmente, sobra masturbação intelectual e falta tesão no teatro brasileiro.

Por isso, aqueles que acreditam que “o melhor teatro é feito de texto+ator, tratando da condição humana” – citando Bárbara Heliodora, corram para ver In on It

A tchurma que mora em Sampa tem essa belíssima opção para o feriado do 9 de julho, comemorar o aniversário da revolução constitucionalista de 32 no Teatro Eva Herz – uma jóia encravada na Livraria Cultura do Conjunto Nacional – com Emílio de Mello e Fernando Eiras magistralmente conduzidos por Enrique Diaz na peça de Daniel MacIvor…e a sessão hoje é mais cedo, às 18h.

De acordo com o release In On It “é uma peça teatral para dois atores. Uma narrativa em espiral sobre um sujeito que morre, dois amantes cujo amor está terminando e dois homens que relatam o que acontece”. Para o diretor Enrique Diaz “o enredo é a base, mas não necessariamente tem de ser entendido de forma exata pelo público. O autor afirma isso no texto de apresentação. O público é convidado a compor a história que quiser ou puder”. De verdade, de verdade mesmo, In On It é isso e muito mais. É uma pérola (não cultivada, por favor), uma joia rara. Um prazer inenarrável, quando nos últimos tempos ir ao teatro é, quase sempre, um martírio.

A direção do Enrique Diaz é um aparente paradoxo, burilada sem firulas, ela deu aos atores Emilio de Mello e Fernando Eiras um palco, duas cadeiras, um casaco, a luz – do Maneco, quand même – e a segurança necessária para que eles se jogassem do trapézio sem rede embaixo. Precisa de mais?

O resultado é uma hora deliciosa de um jogo cênico que recusa todo e qualquer malabarismo teatral, mas aposta todas as suas fichas no trabalho de dois GRANDES atores. Grande parte dos bons jogos que vi na vida não teve vencedor, foram jogos decididos nos pênaltis.

No caso de In On It acontece o mesmo, não há vencedor em cena, o verdadeiro vencedor é o público, presenteado pelo teatro no seu mais puro e delicado estado. Emílio e Fernando sabem que “tudo vem do outro”, como diria minha maga e musa eterna Ariane Mnouchkine, e eles tem a generosidade necessária aos grandes atores para ouvir e compreender esse outro.

Os que me conhecem sabem que sou a rainha das superproduções, adoro grandes cenários, 30 atores em cena, figurinos deslumbrantes, sempre fui muito mais Mnouchkine que Peter Brook em fim de carreira, e não por acaso minha mais recente paixão teatral é Omar Porras – que acabou de estrear um musical, Bolívar fragmentos de um sonho. Mas a simplicidade por vezes devolve ao teatro a humanidade que só é possível graças a essa mágica do espetáculo ao vivo, desse encontro de carne e osso (cérebro e coração também) entre atores e público.

Não importa se é invenção ou é verdade, é o que você quiser, parafraseando uma frase do texto de Daniel MacIvor. O que eu quero é dizer para vocês que In On It é uma deliciosa invenção verdadeira, cuja temporada foi prorrogada – e o será outras tantas se os deuses do teatro assim quiserem – e que vocês não devem perder…eu vou voltar, quanto mais não seja porque um sopro de vida nunca é demais.

PS – Não posso deixar de registrar a alegria de reencontrar esses dois grandes atores que são Emílio de Mello e Fernando Eiras. Acompanhei a carreira do Emílio no Rio de Janeiro, tive a oportunidade de vê-lo em cena em A Estrela do Lar, Viagem a Forli – com Cibele Forjaz fazendo a luz no teatro do Copacabana Palace – e Pérola. Espetáculos do meu querido e saudoso, Mauro Rasi. Depois disso o perdi de vista. Já Fernando é um amigo querido, desses que a vida leva do dia a dia da gente, mas nunca do coração. Quem nos aproximou foi Luiz Mendonça, em 1981 quando da montagem de Barreado, de Ana Elisa Gregori, no Teatro dos Quatro – nos bons tempos de Sérgio Britto, Mimina Roveda e Paulo Mamede – dividindo o palco com Elizabeth Savalla, Germano Filho, Miriam Pires, Luiz Carlos Niño, Marco Miranda, Marília Barbosa, Miriam Ficher e muitos outros. Eu acompanhava tudo, todos os dias, da cabine de som e luz mais quente que já existiu num teatro desse país, comandada por Xodó, Aurélio de Simoni – emendando fios e acendendo lampadinhas e Luiz Paulo Neném, tendo ainda os aprendizes de feiticeiro, Maneco Quinderé e Andrea Zeni, dando os primeiros passos na vida. Um luxo…Valeu les gars…

SERVIÇO IN ON IT

Temporada prorrogada até dia 5 de setembro
Sextas e Sábados, às 21h – Domingos, às 18h
Não haverá sessão nos dia 23, 24 e 25 de julho

Ingresso: Sextas-feiras: R$ 40,00/ Sábados e Domingos: R$ 50,00


Deolinda Vilhena é jornalista, produtora, Doutora em Estudos teatrais pela Sorbonne, pós-doutoranda em Teatro na ECA/USP com bolsa da FAPESP.

Fale com Deolinda Vilhena: deolindavilhena@terra.com.br ou http://terramagazine.terra.com.br/

4 Comentários

Arquivado em O que dizem

iG Recomenda

iG Recomenda: In on It

A peça ganhou os prêmios Shell na categoria de melhor ator para Fernando Eiras, e melhor direção para Enrique Diaz

Denis Victorazo, especial para o iG Cultura | 18/05/2010 14:43

Fernando Eiras e Emilio de Mello em cena da peça In On

Os dois atores disseram sim antes de terminar de ler o texto do dramaturgo canadense Daniel MacIvor.
Convidado pelo diretor Enrique Diaz para trabalhar no espetáculo In On It, Fernando Eiras correu para um cybercafé para conhecer o texto. “Quando cheguei na página 27, liguei para o Emilio (o colega Emílio de Mello) para dizer que queria fazer a peça”.

Emílio tinha acabado de ter o segundo filho, não conseguia dormir direito e estava mais atrasado na leitura. “Estava mais ou menos na página 19, mas falei: É muito interessante, eu também quero fazer”, lembra Emílio: “Mesmo que não desse certo, seria divertido trabalhar com o Fernando e com o Kike (como é conhecido Enrique Diaz entre os amigos)”.

“O Emílio com filho pequeno, sem o silêncio necessário para se concentrar na leitura, eu num cybercafé cheio de gringos falando alto, nós dois ficamos lendo pelo telefone e intuímos que deveríamos fazer a peça.” Emílio completa: “Quando me dão os parabéns, eu digo que o grande mérito é desse texto; se o ator for sensível, o texto te dá tudo. Além disso, a relação de amizade que a gente tem era meio caminho andado, a gente tem cumplicidade, respeito, afinidade artística.”“Eu gosto desse cara há mais de vinte anos”, diz Fernando.

Um ano e muitos prêmios depois

Foto: Denis Victorazo, especial para o iG Cultura

Foto: Denis Victorazo, especial para o iG Cultura

A cumplicidade e afinidade artística dos dois atores e do diretor foi levada ao palco e está em cena, viva, noite após noite. O que eles não poderiam imaginar era que mais de um ano depois comemorariam a casa cheia na temporada prorrogada em São Paulo e os vários prêmios recebidos.

In On It foi vencedor dos prêmios Shell no Rio de Janeiro na categoria de melhor ator para Fernando Eiras, e melhor direção para Enrique Dias. No APTR, da Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro, a montagem foi premiada como melhor espetáculo e melhor direção, além de receber dois prêmios de melhor ator, um para Emílio e outro para Fernando.

Na noite em que ganhou o prêmio Shell de direção, Fernando subiu ao palco enquanto com o celular avisava Enrique Diaz: “Você ganhou! Você ganhou!”E repassava para a platéia a mensagem do diretor: “Ele está dizendo que ama o teatro e que teatro não é chato não, é um tesão!” O espetáculo mais premiado da temporada prova isso e continua em cartaz divertindo e emocionando até dia 27 de junho.

A peça na peça

O universo do teatro é exatamente um dos assuntos de que Daniel MacIvor trata na peça. Os personagens de “In on It” criam um texto de teatro e representam os personagens desse texto. “A gente ouve declarações de amor de gente que trabalha com teatro uma vida inteira”, diz Fernando, admirado.

Existem três níveis no espetáculo: o dos personagens que criam a peça, o do passado em comum dos dois e o dos personagens da peça, representados ora por um dos atores, ora por outro. Confuso? Por incrível que pareça, não é. A atuação precisa, a iluminação e a direção clara e objetiva tornam fácil de entender o que é mais difícil de ser explicado. É quase como o título da peça, que significa algo como “Por dentro, na área, envolvido”.

Foto: Denis Victorazo, especial para o iG Cultura

Foto: Denis Victorazo, especial para o iG Cultura

Emílio fala do rigor necessário nesse trabalho: “A gente tem que ter o controle. É em cima do nosso jogo que a peça acontece. Não dá para pegar um atalho, há uma estrutura que nos sustenta.
No começo dos ensaios era tudo igual, passado, ficção e realidade eram a mesma coisa, a gente empastelava tudo. Com o tempo a gente aprendeu. A direção foi rigorosa nisso. Trabalhar com um diretor em que você confia é uma coisa rara e muito boa. Por mais que ele diga uma coisa com que você não concorda, você confia nele.”

In On It fala de desconstrução, mas tem uma carpintaria muito bem estruturada. Mostra a construção de um texto de teatro, e a desconstrução das relações.

O espetáculo traz momentos de cumplicidade com a platéia, de humor elegante, às vezes físico, e de emoção pura, além de convidar à reflexão, um olhar para dentro de cada um de nós. Como tudo isso cabe em duas horas de espetáculo? Talvez a resposta esteja na frase com que Fernando Eiras terminou nossa entrevista: “Acho que um anjo bom tem cuidado de tudo desde o início.” Assim seja.

Leia mais –  http://migre.me/G8w0

15 Comentários

Arquivado em entrevista, O que dizem, Teatro Eva Herz

nova temporada paulista

ESTREIA 07 de MAIO

Teatro EVA HERZ

temporada de 07 de maio a 27 de junho

sextas e sábados 21h

domingos 18h


Teatro Eva Herz

Avenida Paulista, 2073 – Conjunto Nacional

www.teatroevaherz.com.br

bilheteria 3170 4059

Deixe um comentário

Arquivado em estréia, reestreia

02/04/2010 – 14h12

Prorrogada, peça “In on It” brinca com teatro e mostra jogo de atores

Direção: Enrique Diaz. Com: Emílio de Mello e Fernando Eiras.

Classificação etária: 16 anos.

LEIA MAIS NO ROTEIRO

FABIANA SERAGUSA
colaboração para a Folha Online

Você vai sair do teatro com a sensação de que invenção e verdade podem mesmo andar lado a lado. E que Emílio de Mello e Fernando Eiras sabem muito bem como mostrar a sutileza e a força dos medos e das relações humanas.

Fernando Eiras (esq.) e Emílio de Mello (dir.) precisam de bastante concentração para interligar as três "camadas" da peça "In on It"

Fernando Eiras (esq.) e Emílio de Mello (dir.) precisam de bastante concentração para interligar as três “camadas” da peça “In on It”

Mas… esse seria um bom início para a reportagem? Ou fica melhor começar dizendo que “In on It” foi escrita pelo canadense Daniel McIvor, que já está há um ano em cartaz no Brasil e que acaba de prorrogar a temporada na capital paulista por mais duas semanas?

A intenção da peça é atrair os olhares para a simples e complexa arte de fazer teatro, e é por isso que os atores brincam o tempo todo com a possibilidade de parar, mudar e imaginar novas cenas.

É um jogo constante, e a concentração é fundamental para interligar constantemente as três “camadas” da montagem: enquanto os dois atores encenam trechos de um espetáculo que fala de um homem que descobre estar doente, eles aproveitam para comentar suas próprias interpretações e sugerir novos rumos à história, além de mostrar ao público detalhes da relação que mantêm na “vida real”.

Tema profundo e texto fácil.

Falar sobre o que se sente quando está próximo da morte ou então da diferença entre quem vive o agora e aquele que deixa tudo para depois pode ser algo denso e cansativo. Mas o texto não provoca só devaneios e lágrimas. É também descontraído, ágil e muito divertido.

Texto de "In on It" provoca devaneios, lágrimas e muitas risadas, e os atores da peça só se utilizam de duas cadeiras e um casaco

Texto de “In on It” provoca devaneios, lágrimas e muitas risadas, e os atores da peça só se utilizam de duas cadeiras e um casaco
Sob a direção de Enrique Diaz, Fernando e Emílio se transformam em dez personagens ao longo de cem minutos, sem a utilização de recurso algum –só precisam de duas cadeiras e um casaco. Em um “clique”, um médico e um paciente dão lugar a uma discussão entre marido e mulher, sem esquecer da criança, do idoso e de outros tipos que aparecem na história.

Os atores jogam o tempo todo com a liberdade que o teatro oferece para falar de assuntos como a brevidade da vida. “É invenção ou é verdade? É o que você quiser”, diz um trecho da peça.

Em outro momento, é a importância de aproveitar o “presente” que ganha vez. “Se você parar de pensar um pouco, vai se dar conta de que já tem alguma coisa acontecendo.”

A peça, traduzida por Daniele Ávila, deixa o teatro Faap (centro de São Paulo) em 11 de abril, com sessões às sextas-feiras, aos sábados e aos domingos.

✭✭✭✭ IN ON IT

O espetáculo é inspirado em obra existencialista do canadense Daniel MacIvor.

No elenco, Emílio de Mello e Fernando Eiras. (Drama)

Direção: Enrique Diaz
Com: Emilio de Mello e Fernando Eiras
Duração: 100 minutos
Classificação: 16 anos
Texto: Daniel MacIvor

TEATRO FAAP

R. Alagoas, 903 – Higienópolis – Centro. Telefone: 3662-7233.
Ingresso: R$ 20 (dia 26), R$ 40 (sex. e dom.) e R$ 50 (sáb.).

Quando
sexta: 21h30
sábado: 21h.
domingo: 18h

1 comentário

Arquivado em últimos dias, espetáculo no feriado, O que dizem

IN ON IT comemora 1 ano na próxima semana

Sexta dia 26 de março de 2010

IN ON IT comemora 1 ano em cartaz

e todos pagam MEIA ENTRADA 20,00

com direito a bate papo com atores e diretor após a peça.

4 Comentários

Arquivado em comemoração